Pacíficas, coloridas e aromáticas

Maio 2018 / Destaque na Homepage,Notícias

Aud_Novembro2014_Pag5

Na aldeia de Bilin, na Cisjordânia, há um jardim que fala de paz. Uma família palestina utiliza cápsulas vazias de bombas de gás lacrimogéneo para plantar flores e plantas.

As munições são usadas pelo exército de Israel no conflito que se arrasta há mais de um século com os palestinos. Na base do conflito está o sonho dos judeus de recuperar o território que lhes pertencia nos tempos bíblicos. Nesses territórios vivem os palestinos. Os judeus invadem e ocupam, fundando colonatos. Os palestinos resistem.

Enquanto o mundo espera que os líderes da Autoridade Palestina e de Israel ponham em prática o acordo de paz assinado em 2010, este jardim revela que o conflito não derrota o espírito humano.

Por: Audácia