Teatro: A verdadeira Páscoa

Março 2015 / Crianças em missão

O teatro é uma arte mágica: os atores dão vida a ideias que querem transmitir. A Quaresma e a Páscoa são etapas da vida da Igreja ricas em mensagens. E como a fé cristã é uma mensagem que se transmite de geração em geração, é muito oportuno organizar um teatro na paróquia, levado à cena pela catequese ou pela Infância Missionária. Com este teatro poder-se-á refletir sobre o verdadeiro sentido do que se celebra na festa mais importante da Igreja.

Uma música de fundo introduz no espírito da Páscoa. No palco, as crianças trocam impressões:

– Olá, malta! Tudo bem?

– Tudo. Estamos de férias! Baril.

– É. A Páscoa está a chegar!

– Não vejo a hora! Quero ganhar do coelhinho da Páscoa muitos, muuuuiiitos ovos!

– O quê?!…

– O coelhinho da Páscoa vai trazer muitos ovos de chocolate! Pronto… Eu sei que são os meus pais que os escondem lá por casa. Mas é tão fixe ir à procura e encontrar muitos. Eu e os meus primos divertimo-nos à brava.

– Eu também gosto de procurar os ovos. Ainda tenho uma foto no meu telemóvel. Não fiquei linda de coelhinho? Até aprendi uma lengalenga. Querem ouvir?

– Claro, porque não?!

– «Coelhinho da Páscoa, que trazes pra mim? Um ovo, dois ovos, três ovos assim! Um ovo, dois ovos, três ovos assim! Coelhinho da Páscoa, que cores eles tem? Azul, amarelo, encarnado também…»

– Mas vocês não sabem o verdadeiro sentido da Páscoa? Ouçam este poema: «Não foi o coelhinho que morreu na cruz; quem foi crucificado foi o meu Jesus. Na sexta Ele morreu, mas morto não ficou; domingo de manhã, Ele ressuscitou.»

– Então Páscoa não são chocolates, doces e coelhinhos?

– Não. A Páscoa comemora a paixão, morte e ressurreição de Jesus. Mas muita gente já nem se lembra disso…

– Então, fala-nos de Jesus…

– Jesus, também chamado Cristo, é o Filho de Deus. Porque nos ama muito, veio ao mundo para nos mostrar que o mal conduz à morte e que só o amor dá vida! Passou três anos sempre a fazer o bem. Mas, por inveja, a maldade dos homens fez com que fosse condenado à morte. E Ele morreu numa cruz.

– Isso é muito triste. Se ele morreu, como é que nos salvou?

– É que Ele não morreu como se a sua vida fosse um fracasso. Não. Ele deu a vida para nos perdoar os nossos pecados. Mas a melhor notícia da Páscoa é que Jesus Cristo ressuscitou. Ele agora vive para sempre.

– Se Cristo voltou a viver, onde é que Ele está?

– Jesus está nos Céus, com o Seu pai e o Espírito Santo. E Ele, antes de deixar o mundo, disse aos seus discípulos que ia preparar uma «morada» para nós lá no Céu. Porque, ao ressuscitar, Jesus deu-nos a possibilidade de ressuscitar como Ele quando morremos.

– Esse «Céu» parece uma coisa estranha… e só lá se chega depois de morto…

– Espera… Jesus habita também no coração daqueles que O amam e O aceitam. O Céu começa aqui na terra. Queres que Ele habite também no teu coração? Queres conviver com Jesus como convives com os teus melhores amigos?

– Claro! Quero tanto conviver com Jesus como gosto de chocolates!

– Então, tens de aprender a falar com Ele, isto é, a rezar. E, depois, unindo-te aos cristãos na Igreja, Ele ensinar-te-á a ser bom como Ele é e a fazer o bem como Ele fez e continua a fazer.

Por: Fernando Félix

Deixe uma resposta