Pag44

 

Os kooris são os aborígenes da área de Sidney, capital da Austrália, e de Nova Gales do Sul. A palavra «koori» na língua indígena significa «povo». Em Queensland, são conhecidos como murris, que quer dizer «povo aborígene».

 

Pertencer é importante

Os laços de parentesco, a comunhão com a Natureza e os vínculos culturais são essenciais para a identidade, o estilo de vida e a sobrevivência dos kooris.

Os relacionamentos caracterizam-se pela reciprocidade na hospitalidade, na ajuda e no dever de lealdade para com os parentes e os amigos.

O vínculo afetivo com a Natureza é fortíssimo. Estes aborígenes veem-se como elemento tão importante da Terra quanto o solo, a água, as plantas, os animais, o vento, o Sol, os astros, as nuvens… De tal modo que, se uma determinada área é destruída, eles também se sentem destruídos.

E essa destruição já lhes aconteceu. A história dos kooris na Austrália começou há cerca de 60 000 anos. Foram os primeiros habitantes desta ilha do tamanho de um continente. A sua cultura manteve-se intacta até finais do século xviii (data da chegada de navegadores europeus). É uma das culturas mais antigas a chegar até aos nossos dias. Nas suas lendas e canções, os kooris situam a sua origem nos começos da humanidade. Na poesia, nas canções, na arte, nos contos atuais, porém, um tema recorrente é o da sobrevivência.

Antes do domínio colonial da Grã-Bretanha, e de as doenças quase terem exterminado os kooris – em pouco mais de cem anos, passaram de cerca de um milhão para apenas 60 000 –, eles viviam em toda a Austrália. Atualmente, a maioria vive nas periferias das cidades, em condições de inferiorização. As taxas de mortalidade infantil e de suicídio são mais elevadas e a esperança de vida é mais baixa do que o resto da população.

Ao longo dos milénios, as povoações kooris têm usado cuidadosamente o seu habitat para garantir provisões constantes de alimento, seja para si, seja para as espécies de que se alimentam. Por exemplo, as tribos que habitavam no deserto e viviam da caça e da coleta, especializaram-se em procurar água e em técnicas que favoreciam o crescimento de plantas, para seu alimento e dos animais que caçavam.

Por: Fernando Félix

Deixe uma resposta