Aud_Fevereiro2017_Pag42

 

Apertem os cintos, amigos, vamos fazer uma longa, mas belíssima viagem à Oceânia! Estão prontos?

 

É no hemisfério sul, cercado pelo oceano Índico a oeste e pelo oceano Pacífico a norte, leste e sul, que se situa um continente de beleza ímpar. É composto pela Austrália, o maior e mais populoso país da Oceânia e considerado uma ilha-continente, e por vários grupos de ilhas: a Polinésia, cujo nome significa «muitas ilhas» e possui praias fantásticas, com águas cristalinas, a Melanésia, que quer dizer «ilhas negras», e Micronésia, que significa «pequenas ilhas». A Oceânia é a maior concentração de ilhas do planeta, com mais de dez mil! Imediatamente a seguir à Austrália, as maiores porções de terra são as ilhas da Nova Zelândia e Papua-Nova Guiné. Por sua vez, Nauru é o país insular mais pequeno do mundo, com apenas 21 quilómetros quadrados e 17 mil habitantes.

 

O último a ser descoberto

Com exceção da Antártida, a Oceânia é o menor continente em população e área, albergando 32 milhões de habitantes em 8 526 000 quilómetros quadrados. O território apresenta uma origem maioritariamente vulcânica, o que confere à região uma atividade de tectónica de placas e de vulcanismo bastante intensa: sabias que os vulcões Mauna Loa e Kilauea são os recordistas mundiais em quantidade de lava expelida?

Visto que a Oceânia é o continente mais isolado do mundo, a sua barreira geográfica fez com que o fosse o último a ser descoberto pelos europeus, o que levou à designação que recebe de Novíssimo Mundo.

Até ao século xviii, era povoada por cerca de 300 mil nativos, distribuídos por 600 tribos indígenas. Foi em 1779 que se iniciou a colonização britânica, em que os presos ingleses começaram a ser enviados para ali cumprirem as suas penas. Tal levou a que grande parte das terras dos nativos tivessem sido tomadas pelos colonizadores, o que levou a uma diminuição drástica da população indígena e a uma imposição progressiva do estilo de vida e cultura britânicos. Infelizmente, nos tempos que correm, os nativos representam uma minoria na Oceânia.

 

Flora e fauna da Oceânia

E em relação ao clima? Altamente variado, de carácter desértico no interior da Austrália, mas tropical na maior parte das ilhas, sendo por isso que a flora predominante neste continente é a das florestas tropicais!

No que toca à fauna, também existe uma grande diversidade de espécies animais endémicas, especialmente marsupiais! É na Austrália que existe uma quantidade surpreendente de cangurus, havendo registo de mais de 50 espécies, compreendendo desde os pequenos wallabies até aos cangurus marrons, os maiores marsupiais à face da Terra!  Destacam-se também outros animais, como o coala, o dingo, uma espécie de cão selvagem, o diabo-da-tasmânia, batizado com este nome devido aos seus dentes muito afiados, o ornitorrinco, o cisne negro, o elefante-marinho, o quivi e o crocodilo-de-água-salgada, deveras perigoso! Mas o que devem temer é a vespa-do-mar, cujos tentáculos, que atingem vários metros de comprimento, são capazes de libertar uma toxina mortal!

Por: Margarida Brotas

Deixe uma resposta