O segredo da felicidade

Dezembro 2016 / Pátio da Escola

 

A felicidade – tão própria do Natal – é um dos aspetos mais importantes da vida. É uma meta que todas as pessoas querem alcançar. E para a qual cada um deve preparar-se e trabalhar.

 

Cuidadosamente guardadas do Natal anterior, as bolas e a fitas voltaram a enfeitar as ruas das cidades. A tão desejada felicidade emana de presépios já montados e do coração de cada um que se prepara para a celebração do Natal.

 

A felicidade recebe-se e dá-se

Hoje, fazem-se estudos sobre a felicidade, quantifica-se e determinam-se os graus de felicidade de um povo. Sabias que o povo dinamarquês é considerado o povo mais feliz do mundo? O segredo é viver plenamente cada situação, criando as condições para estar bem nelas. É fazer o que nos faz sentir bem, com as pessoas que amamos.

A felicidade é um enorme desafio numa sociedade em que o egoísmo e a ganância, contrários à felicidade, teimam em afirmar-se. Para a alcançar é necessária a empatia, que é a capacidade de nos pormos no lugar do outro e tentar perceber o modo como ele vê a realidade, perceber as suas ideias e o porquê das suas reações. Não é querer ser como o outro nem ter de concordar com ele, mas percebê-lo e entender as suas razões. E saber que os outros fazem o mesmo em relação a nós.

Pormo-nos no lugar do outro é perceber como é que nos sentiríamos se estivéssemos no seu lugar e como gostaríamos que se comportassem connosco se tivéssemos tido aquele comportamento ou vivêssemos aquela situação. É esta capacidade que nos orienta e exige que respeitemos o próximo, concordando ou não com as suas ideias ou com a sua atitude perante as situações. É esta capacidade que nos torna solidários para com o próximo e nos leva a desejar a felicidade do outro e até a lutar para que ele a tenha, pois a empatia leva-nos a desejar para o outro tudo aquilo que desejamos para nós. Este exercício muda a nossa maneira de agir e de reagir, conseguindo, deste modo, evitar situações de conflito. E será Natal todo o ano.

 

A escola ajuda-te

Educar é propor referências; é promover a fraternidade e a comunidade; é formar pessoas agentes de mudança e de transformação social.

A escola desafia-te para atividades que te levam a refletir e a pensar no mundo. Ela convida-te a transformá-lo e a preservá-lo, cultivando valores como a paz, o respeito e a igualdade de oportunidades. A finalidade da vida é cada um alcançar a felicidade que se constrói dia a dia.

Para participares com eficácia em campanhas de solidariedade, debates ou comemorações, precisas de compreender o seu significado, a sua finalidade. Para isso, a escola pede-te que desenvolvas e treines o exercício da empatia, da afinidade. É através deste exercício que a escola te leva a perceber o que é a felicidade e a adotar comportamentos promotores não só da tua felicidade, mas também da do próximo.

Por: Isabel Mesquita

Deixe uma resposta