O que é ser missionário?

Janeiro 2019 / Invencíveis

 

Ao longo deste ano, vamos conhecer mais sobre a nossa vocação de amigos de Jesus e sobre o que são e fazem os missionários.

 

Olá, audazes! É com alegria que, durante este ano, vou partilhar convosco algumas linhas daquilo que sinto e penso sobre o significado de ser missionário. Um jovem missionário comboniano que há pouco tempo foi ordenado padre é aquele que vos escreve.

Uma vez que estamos no Ano Missionário, é importante que pensemos: afinal, quem é o missionário e a missionária?

 

Ideias que temos dos missionários

Às vezes, pensamos que isso de ser missionário é uma coisa para os outros, que não nos diz respeito a nós. Que é só daqueles que deixam o seu país de origem, os pais, familiares e amigos e vão para um país lá longe partilhar a sua fé e a sua vida com os mais pobres e abandonados.

 

O desafio de ser missionário

A verdade é que todos somos chamados a ser missionários na nossa terra. Através do batismo que recebemos, todos somos discípulos missionários de Jesus. Na nossa vida concreta, isto é, na nossa família, com os nossos amigos, na escola, na catequese, resumindo, em todo o lado somos chamados a ser e a viver como discípulos missionários de Jesus.

É um grande desafio aquele que todos somos chamados a viver, mas não nos podemos esquecer que temos Jesus do nosso lado, que nos ajuda a não desanimar.

 

Palavras-chave dos missionários

Ao longo deste ano, juntos vamos procurar perceber, as qualidades que o missionário e a missionária são chamados a cultivar na sua vida. Iremos descobrir que ser missionário é, por exemplo, amar, ajudar, perdoar, compreender, escutar, respeitar, alegrar, entregar, educar, rezar, renascer.

Estes irão ser os temas que irei partilhar convosco. Assim, juntos poderemos compreender melhor quem são os missionários e aquilo que são chamados a viver na sua vida. São temas concretos, de coisas que já conhecemos e sabemos, mas às vezes esquecemo-nos destes tesouros que estão dentro de nós. Vamos reavivar estes tesouros, tirá-los para fora, pô-los ao dispor dos nossos irmãos e partilhar com eles. Só assim podemos tornar o nosso mundo num mundo cheio de Deus.

Por: Ricardo Gomes

Deixe uma resposta