Francisco e a irmã Amazónia

Abril 2017 / Casa Comum

AU_Abril2017_Pag26

 

Teatro: Para ser lido ou representado.

Personagens: Francisco de Assis, Onça, Arara, Preguiça, Boto-cor-de-rosa, Anaconda, Macaco-Esquilo, Formiga Marabunta, Motosserra.

 

FRANCISCO: Olá, irmãos. Estou na Amazónia. Dizem que é perigosa. Mas os animais são meus amigos. Se falei com um lobo em Itália, porque não posso falar aqui com…

ONÇA: (ruge)…

FRANCISCO: Olá! Tu, quem és? Não me assustas, porque todas as criaturas de Deus são boas. Bem… Admito! Aquela que fez Deus dizer que a criação era muito boa, isto é, nós, os humanos, somos más criaturas…

ONÇA: Eu sou a Onça.

FRANCISCO: Oh! E quem és tu que, enquanto voas, pareces um arco-íris?

ARARA: Sou a Arara.

FRANCISCO: E tu, quem és, que desces lentamente da árvore e tens unhas enormes?

PREGUIÇA: Eu sou a Preguiça.

FRANCISCO: Que maravilha de criaturas! E tu, que saltas no rio e tens pele rosada?

BOTO-COR-DE-ROSA: Sou o Boto-cor-de-rosa. Só aqui me podes encontrar.

FRANCISCO: E tu?

ANACONDA: Eu sou a Anaconda, a maior cobra do mundo.

MACACO-ESQUILO: Eu sou o Macaco-Esquilo, o mais brincalhão da selva.

FORMIGA: E nós somos as formigas Marabuntas!

FRANCISCO: Venham, venham todos, grandes e pequenos, os que voam, os que nadam, os que correm… Eu quero partilhar convosco algo que aprendi nestes dias…

ONÇA: Diz, irmão Francisco, somos todos ouvidos…

FRANCISCO: A vida é um dom de Deus, certo? Um dom dado continuamente há milhares de milhões de anos. Mas que também exige cuidado. A floresta, por exemplo, cuida do ar que respiramos; a chuva, os rios, os mares, as nuvens, tratam da água; os solos alimentam as florestas e todos os seres vivos… Todas as criaturas são cuidadoras e objeto de cuidados de outras criaturas. É maravilhoso! Todos estamos conectados, todos dependemos uns dos outros. A vida é como um fio que nos liga a todos. E, aqui está a questão: se alguém rompe o fio… Hã?!… Que barulho é este que estou a ouvir?

ARARA: São motosserras.

MOTOSSERRA: Somos máquinas que estamos a cortar árvores. Somos uma das tantas espécies de máquinas do crescimento económico! A oeste, há outras máquinas a extrair petróleo. A leste, há máquinas a escavar minas de ouro, cobre, ferro. A sul, há máquinas a cultivar campos de soja e de palma. E, no centro, há maquinaria em megaprojetos hidroelétricos. Tomámos posse da Amazónia. E daqui ninguém nos tira!

ONÇA: Ouviste, Francisco! Acham-se donas e senhoras destas terras!

ANACONDA: E, além de matar animais e plantas, também assassinam e expulsam os teus irmãos humanos. Na Amazónia vivem 400 povos indígenas em harmonia com a Natureza. A situação é grave: se a destruição causada pela atividade humana continuar ao ritmo atual, em quarenta anos, não haverá mais floresta tropical. Restará savana pontilhada com bosques… e poucos seres vivos atuais sobreviverão.

FORMIGA: Que podemos fazer, irmão Francisco? Orienta-nos!

FRANCISCO: Líderes indígenas, ambientalistas, missionários corajosos, o Papa Francisco… uma multidão imensa de homens e mulheres, crianças, jovens e adultos guardiães da Criação estão empenhados na defesa da nossa Mãe Terra. Juntemo-nos todos por um objetivo comum, seguindo o lema «Um por todos e todos por um!»

 

Adaptado da série radiofónica Laudato Si’ da Rede Eclesial Panamazónica (REPAM). Podes ouvir os áudios em http://zip.net/bttm7m

Por: Audácia

Deixar uma resposta