A arte do humor

Julho-Agosto 2017 / Sabes

 

Perante a beleza ou as dificuldades da vida, o humor é uma espécie de sistema imunológico da mente e do coração. Este estado de espírito ajuda a ver a realidade numa perspetiva positiva e grata.

 

Anedota

É a narração breve de algum facto, baseada em acontecimentos reais ou fictícios, com a intenção de levar o ouvinte, leitor ou espectador ao riso. Existem diversos tipos de anedotas, consoante o público-alvo ou o assunto: infantis, secas (com teor sarcástico), mórbidas, caricaturas, piadas (normalmente têm duplo sentido), entre outras.

 

Ironia

A ironia é um humor trabalhado, normalmente associado à crítica. Diz-se que há ironia quando o emissor transmite algo contrário ao que realmente pensa e é preciso ler nas entrelinhas. Habitualmente a ironia não faz soltar gargalhadas, mas obriga a pensar.

 

Pregar partidas

É provocar acontecimentos engraçados, que ninguém leva a mal e deixa todos bem dispostos.

 

Comédia

É o humor nas artes cénicas: teatro, televisão e cinema, em que o cómico é uma ou mais personagens serem enganadas, provocando o riso dos espectadores.

 

Sarcasmo

É a piada mordaz, cínica, agressiva, que ataca a autoestima do destinatário, humilhando-o e ofendendo-o. É rir-se do outro.

 

Gracejo

É o oposto do sarcasmo. Significa rir-se com o outro, é um humor maduro, que reconhece o direito a ser imperfeito, a errar, a cair no caricato.

Por: Audácia

Deixe uma resposta