Página Inicial






Actualizar perfil

Invencíveis
Janeiro de 2006

Descobrir a vocação
Por: FILIPE RESENDE, Missionário comboniano



Um destes dias, estava numa amena conversa de amigos – entre eles o Marcelo, de 17 anos –, no intervalo, depois de uma aula de Religião e Moral. Nisto, ele fez-me esta pergunta: “Como descubro a minha vocação?” A pergunta foi tão inesperada como complicada.

 

O desafio lançado pelo Marcelo fez-me pensar. Afinal, esta é uma dúvida que todos temos. Não duvido que tu, amig@ invencível, já te terás feito a mesma questão mais do que uma vez.

Por isso, decidi neste mês apresentar uma «lista» de pistas e sinais, através dos quais podemos descobrir a nossa vocação. Recorri a alguns materiais «online» para me ajudar a ser o mais curto e claro possível. Espero poder responder melhor ao meu amigo Marcelo, bem como a todos vocês que já se questionaram da mesma forma.

 

OS SINAIS

São muitas as formas como Deus pode chamar. Normalmente, o chamamento divino manifesta-se nos nossos sentimentos e pensamentos. Eis aqui alguns pensamentos mais frequentes que nos dizem que Deus está a chamar para algo:

- Sentir querer fazer algo de espectacular e grandioso com a vida;

- Sentir que o que se faz pelos outros não é ainda suficiente e que Deus pede algo mais;

- Sentir uma angústia grande ao ver outras pessoas a sofrer;

- Sentir-se feliz com a vida de «jovem normal», mas perceber que há algo que ainda falta para ficar completamente satisfeito.

 

PASSO SEGUINTE: SER HONEST@

Se vês que a tua situação encaixa em alguns dos sinais acima descritos, o que hás-de fazer depois?

Primeiro, ser honest@ contigo e com Deus, admitindo como verdade o que sentes e pensas. Segundo, ser honest@ ao ponto de saber e sentir que só tu podes dar uma resposta. Terceiro, não ter medo de descobrir a vocação, evitando refugiar-te em argumentos e pretextos sem sentido. Por último, mas não o menos importante, ter a certeza de que Deus não iria propor-te algo que te tornasse infeliz.

 

E TEREI QUALIDADES?

Depois de tudo isto, é normal pensares que não tens as qualidades adequadas para o que Deus te propõe. Mas muitas vezes não é assim. Pode ser que tenhas essas qualidades, mas que ainda não as conheças. Deus, quando chama alguém para uma missão, dá sempre as qualidades necessárias para realizar essa tarefa, esse desígnio. Aconselha-te! Fala com alguém que possa ajudar-te a reconhecer, desenvolver e aperfeiçoar essas qualidades.

 

DESCOBERTA CONTÍNUA

Nunca te esqueças que, se hoje descobres que Deus te chama, não estarás já amanhã a partir e a realizar a tua missão. Não é assim! É preciso tempo para descobrir a vocação. Ela é fruto de um processo. Não se percebe tudo de um dia para o outro.

Por isso, não esperes respostas rápidas e extraordinárias de Deus, como se fossem enviadas por SMS, e-mail ou fax. Pensa que Deus respeita a tua liberdade de escolha e por isso distancia-se um pouco para não te pressionar a dar uma resposta. Pede ajuda a uma pessoa experiente, e mais velha, nestas coisas da vocação. Ele ou ela ajudar-te-ão a perceber melhor tudo o que sentes. E aproveita ocasiões de encontros e retiros vocacionais para perceberes melhor ao que é que Deus te chama.

 

ANO NOVO, NOVIDADES

Que este novo ano seja para ti a oportunidade de descobrires qual é a tua vocação, isto é, aquilo que verdadeiramente te fará feliz na tua vida.

 

PARA REFLECTIRES

Lê na Bíblia o chamamento de Moisés, no livro do Êxodo, capítulo seis, versículos dois a 13, e de Jeremias, no livro com o nome deste profeta, capítulo um. São livros do Antigo Testamento.

Verás como estes dois homens se desculparam num primeiro momento para não aceitarem a missão que Deus lhes pedia e como Deus os elucidou. Depois, pensa quais são as tuas «desculpas» para não quereres aceitar o chamamento de Deus. Consegues imaginar o que Deus poderá responder às tuas «justificações»?

 

 

INVENCÍVEL DO MÊS

 

Chiara Castellani é missionária leiga há quase 20 anos. Partiu de Itália para a Nicarágua pela primeira tinha 27 anos. Hoje, com 45, está na República Democrática do Congo. Numa região equivalente a um terço de Portugal, é a única médica na região, mesmo depois de ter perdido um braço num acidente. Há cinco anos recebeu o prémio «Coração Amigo», uma espécie de Prémio Nobel Missionário. Conhece esta grande missionária em

http://www.pime.org.br/pimenet/mundoemissao/testemunhossonhar.htm

ou

http://www.amigodopovo.com/testemunhos32.html e na tua agenda escolar «Audácia».

 

 

 

 

À DESCOBERTA

 

Eis aqui uma oportunidade de conheceres melhor como é que se descobre a vocação! Toma nota dos dias e dos locais dos encontros deste mês! Estamos a contar contigo! Podes escrever também a um missionário ou missionária da linha vocacional. Inscreve-te e participa! Os encontros de Janeiro e inícios de Fevereiro são em:

 

Vila Nova de Famalicão:

- Dias 28 e 29 de Janeiro, só para rapazes do 6.º ao 9.º anos.

- Dia 5 de Fevereiro, para rapazes e raparigas com mais de 15 anos.

- Dia 12 de Fevereiro, para rapazes e raparigas até 15 anos.

Viseu:

- Dias 21 e 22 de Janeiro, só para rapazes do 6.º ao 9.º anos.

Santarém:

- Dia 4 de Fevereiro, para rapazes e raparigas com mais de 15 anos.

 

 

 

Imprimir   |   Enviar a um amigo



© copyright Missionários Combonianos - Revista Audácia | Todos os direitos reservados webdesign Terra das Ideias